A AMBIVALÊNCIA DO CONTEXTO RELIGIOSO: ADOECIMENTO E CURA. APORTES DA TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL

Roney Ricardo Cozzer, Sandra Helena Nascimento

Resumo


A subjetividade humana é construída a partir de espaços comunitários, na relação com o outro, a partir do outro. A Igreja, naturalmente, ocupa um lugar primordial neste processo formativo. Ela não deve ser encarada como uma espécie de "ilha" isolada na sociedade. Ela também lida com problemas sociais graves e sente seus reflexos, como no caso da dependência química. Cumpre investigar de que modo suas ações contribuem efetivamente para a prevenção do uso de psicoativos na medida em que vai auxiliando na formação da subjetividade humana através de suas diversas ações que desenvolve, como a Educação Cristã, por exemplo.


Palavras-chave


Igreja. Subjetividade. Terapia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este periódico está indexado no Latindex (Sistema Regional de Informação em Linha para Revistas Científicas da América Latina, Caribe, Espanha e Portugal); Sumários.org, no Diadorim, no LivRe e no LatinRev o acesso aberto aos artigos por meio de repositórios institucionais.